Investimentos na Educação são prioridade da gestão municipal

Diante da pandemia do novo coronavírus, os investimentos da prefeitura de Senador Canedo na área da saúde ganham destaque. No entanto, outras áreas da gestão municipal têm merecido grande atenção, como é o caso da Educação. A rede de ensino do município vai receber o reforço de profissionais aprovados no concurso público de nº 0001/19 e, além disso, o prefeito Fernando Pellozo tem buscado em Brasília recursos para que as escolas promovam cada vez mais um ensino público de qualidade.

A partir desta quinta-feira (18), os profissionais convocados pela prefeitura pelo edital nº 1295 de 03 de fevereiro de 2021 podem agendar a perícia médica, indispensável para a posse. O agendamento deve ser feito dentro dos próximos 30 dias, pelo telefone 99114-6092, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

De acordo com o secretário de Educação do município, Sidney Pires, a convocação dos servidores é uma grande conquista para o município e vai garantir a ampliado do trabalho da educação com eficiência. “Eu como secretário fico muito feliz com a convocação. Sempre foi uma preocupação do prefeito Fernando Pellozo, e chamar servidores efetivos, em menos de 2 meses de gestão, é algo histórico para nossa cidade”, destacou.

Mais investimentos

Em busca de mais investimentos para a educação municipal, Sidney Pires acompanhou o prefeito Fernando Pellozo e a primeira-dama, Simone Assis, em reunião no Ministério da Educação (MEC) em Brasília. O evento, realizado na quarta-feira, 10, contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro Milton Ribeiro e de prefeitos e secretários de todo o Brasil.

Fernando Pellozo destacou a aproximação do Governo Federal como uma forma de levar até o MEC as necessidades do município e, com isso, aumentar os recursos destinados à educação. “Tivemos a oportunidade de conversar pessoalmente com o ministro Milton Ribeiro, mostramos a nossa realidade e essa aproximação é muito importante para Senador Canedo”, frisou o prefeito.

Na ocasião, o ministro da Educação apresentou aos prefeitos e titulares das pastas referentes à educação as principais ações do Governo Federal para o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em 2021.

O Ministério da Educação executa a maior parte dos programas da educação básica, técnica e superior por meio do FNDE. A autarquia federal foi fundada em 1968 e destina recursos aos municípios para estruturação das escolas, transporte escolar e alimentação. Dessa forma, o Fundo é capaz de oferecer auxílio financeiro e técnico para dar mais qualidade à educação em todo o território nacional.

Durante o encontro, o ministro Milton Ribeiro e o presidente do FNDE, Marcelo Pontes, explicaram sobre a atuação do novo Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que desde janeiro tem projetado mais facilidade e funcionalidade para a distribuição de recursos à educação básica. “Estamos abrindo as portas do MEC. Queremos garantir que nossas ações cheguem na ponta, que são as prefeituras municipais”, disse o ministro durante o evento.

A lei que regulamenta o novo Fudeb foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em 25 de dezembro de 2020. Sem vetos, a lei começou a valer em janeiro desse ano e estabelece agora, que a partir de 2021, a contribuição da União aumentará para 12%, gradativamente chegará até 23% em 2026.