Energização da Emgopa fecha ciclo de obras que trarão economia e eficiência

Com 100% de energização no sistema de captação e tratamento de água, a Sanesc economizará R$ 3 milhões por ano

Com a presença de autoridades municipais, foi inaugurada nesta quarta-feira, 7 de julho, a energização da Estação Emgopa. A nova estação substitui o antigo sistema movido a geradores alimentados por óleo diesel. A mudança traz economia e mais eficiência na captação e no tratamento de água tratada.

O sistema é o último a ser totalmente energizado, como também foi feito na ETA Sozinha, obra inaugurada no primeiro semestre. A Estação Emgopa é responsável pelo abastecimento de cerca de 20 bairros. Com essa intervenção, a economia será de cerca de 600 litros por dia.

Somando com a Estação Bonsucesso, que deixou de consumir diariamente 2.400 litros de diesel, mais de R$ 290.000,00 serão economizados. O investimento faz parte do Plano Emergencial de Recuperação da Sanesc, uma parceria da Administração Municipal, empreendedores do ramo imobiliário, intermediado pelo Ministério Público.

“O resultado dessa operação terá um retorno instantâneo. O recurso, antes utilizado para aquisição de óleo diesel, será investido em tecnologia para a infraestrutura do saneamento municipal”, destaca o presidente da companhia, Cainã Teodoro.

Investimento e resolutividade

O processo de energização iniciou-se há 5 anos atrás. Nessa gestão, em sete meses, todos os pontos com uso de geradores foram energizados. Nesse processo, foi feita renegociação da dívida da companhia com a concessionária de energia, Enel. Também foi energizada a Estação Elevatória de Esgoto do Santa Edwiges, concluindo todo processo.

A promotora de justiça, Marta Loyola, destaca a importância da ação. “É mais uma etapa do Plano Emergencial, o Ministério Público está confiante para solucionar definitivamente o problema de falta de água”, destaca. Os investimentos são realizados em parceria com empreendimentos do ramo imobiliário. “É um grande privilégio estar na inauguração desta obra, que vimos desde o início nascer, saber que soluções estão sendo tomadas e transformando a realidade da cidade”, destaca o empreendedor Rogério Melo, da Construtora D’Melo.

O prefeito Fernando Pellozo destacou a mudança do cenário do saneamento do munícipio. “Quando assumimos, estávamos em meio a uma grande crise hídrica, com falta de água principalmente por não ter óleo diesel para os geradores. Cerca de 80% do sistema da Sanesc era de bombas hidráulicas abastecidas por óleo diesel, sendo estas agora energizadas. A economia mensal é de R$ 350 mil e por ano um total de R$ 3 milhões”.

 

 

Prefeitura de Senador Canedo

A cidade avança. Sua vida melhora.