Com investimento de 8 milhões de reais, Prefeitura de Senador Canedo lança pacote de obras para melhoria no sistema de abastecimento

Plano emergencial do sistema hídrico da cidade prevê conclusão de obras em 150 dias

SANESC – A Prefeitura de Senador Canedo apresentou na manhã desta sexta (7), durante inauguração da ampliação do reservatório elevado da Vila Matinha, um Plano Emergencial do Sistema de Abastecimento Hídrico, a ser executado pela Saneamento de Senador Canedo, a Sanesc, para sanar os problemas relacionados a falta d’água na cidade. O plano foi elaborado após uma auditoria completa nos Atestados de Viabilidade Técnico Operacional (AVTO) emitidos pela Sanesc nos últimos anos.

Com base nessa auditoria, um estudo aprofundado do Plano Municipal de Saneamento da cidade e de análises técnico-operacionais, diversas demandas e ações de curto, médio e longo prazo foram identificadas pela empresa responsável pela assessoria de abastecimento de água e esgoto contratada pela Sanesc. Que diante dos dados analisados, elaborou o plano emergencial e detalhou seu custo total em 8 milhões de reais.

De acordo com o prefeito Fernando Pellozo, a medida visa resolver um dos problemas mais antigos do Município. A população de muitos bairros sofre com a falta constante de água, que é um problema crônico e se arrasta a anos sem solução.

Na prática, o conjunto de ações da Prefeitura de Senador Canedo vai retirar o município da lista de cidades que sofrem com a crise hídrica durante o período de estiagem no Cerrado, que a cada ano se agrava com as altas temperaturas e o baixo nível de chuva. “A nossa preocupação é cortar este ciclo histórico da falta d’agua aqui em Senador Canedo. Com esse plano emergencial a gente vai dobrar a nossa capacidade de produção de água, exatamente no intervalo que antecede o período da seca. A expectativa é que chegando à seca, a gente garanta água para toda a cidade, sem que o povo sofra com a estiagem”, pontuou o prefeito, Fernando Pellozo.

Parceria e investimento

O pacote de obras prevê diversas ações, em vários pontos do sistema de abastecimento da cidade, que sofreram nos últimos anos, devido à falta d’água durante o período de estiagem. Entre as ações mais importantes do plano estão a ampliação da subestação de energia da Captação do Bonsucesso, a implantação da Estação de Tratamento de Água do Ribeirão Sozinha e a ampliação do recalque do sistema norte de abastecimento. A Sanesc deve investir ainda na compra de 9 motores bombas e na construção de 5 quilômetros de adutoras em pontos estratégicos do sistema de abastecimento.

A execução do projeto será possível devido a uma ação em conjunto entre Prefeitura de Senador Canedo e do Ministério Público. A promotora Marta Loyola falou da ação e destacou que a população é quem mais ganha com essa parceria. “Desde 2015 temos um problema de crise hídrica e, com o apoio da iniciativa privada, buscamos solucionar de vez este problema com obras planejadas, que trarão desenvolvimento sustentável”. Pontuou a promotora.

Para isso, foi realizado um acordo, intermediado pelo Ministério Público de Goiás, com empresas ligadas ao mercado imobiliário, presentes em Senador Canedo. Com isso, haverá o aporte financeiro necessário para que a Sanesc execute todas as obras.

O presidente da Sanesc, Cainã Teodoro, contou que as obras devem se iniciar já no próximo mês. Com os pedidos dos materiais necessários em andamento e o recebimento de parte deles nos próximos dias, o início das obras está previsto para o próximo dia 01 de junho, com prazo de entrega em 150 dias. “É uma obra muito importante e queremos executar em tempo recorde. Vamos resolver este problema definitivamente”, afirmou Cainã.

O lançamento do Plano Emergencial aconteceu durante a inauguração da ampliação do reservatório da Vila Matinha, com a presença de diversas autoridades, entre elas o prefeito da cidade, Fernando Pellozo, o vice-prefeito e secretário de agricultura e combate à fome, Magno Silvestre, a promotora de Justiça, Marta Loyola, o presidente da Sanesc, Cainã Teodoro, o presidente da Fecomércio, Marcelo Baiocchi, o comandante do 14º Batalhão de Bombeiros Militar de Goiás, Tenente-coronel Washington Luiz, e demais autoridades.