Drenagem parcial de represa é realizada para evitar acidentes nas proximidades do Conjunto Morada Nova

Para evitar um acidente de grande proporção na barragem de uma represa localizada na região próxima ao Conjunto Morada Nova, equipes da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos (SEINFRA), realizou, nesta terça-feira (23.02), o escoamento parcial, para voltar ao nível original de água, devolvendo a estabilidade à represa.

A passagem correta do escoamento da água é feita em um nível abaixo do encontrado no local. A manilhas de concreto foram fechadas e substituídas pelos moradores por um tubo de aço carbono, com diâmetro menor. Essa nova passagem aumentou o nível da água com as fortes chuvas das últimas semanas, que transbordou sobre a barragem, também utilizada como via de acesso entre as chácaras e o conjunto Nova Morada.

Durante a última sexta-feira (19.02), equipes da SEINFRA e da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), realizaram uma avaliação do local, e concluíram, por meio de uma nota técnica, a condição da barragem. O laudo da equipe de engenharia constatou um colapso na estrutura, com risco de desmoronamento, por conta do volume de água acima do suportado.

O presidente da AMMA, Adriano Barcelos, esteve hoje (24.02) no local avaliando a condição atual da represa. Durante a visita, o presidente conversou com moradores, explicou a condição de risco da represa e ressaltou a importância da ação emergencial realizada. “Para evitar um acidente, concluímos que a represa precisava ser drenada, para voltar à segurança e evitar que, com rompimento, atingisse casas localizadas abaixo do local”, explica o presidente da AMMA.

Texto: Magdiel Rezende
Imagens: Xande Manso
Vídeo – edição: Sidney Vilela

 

Presidente da AMMA, Adriano Barcelos, fala sobe a drenagem da represa