Atendimento domiciliar melhora qualidade de vida de pacientes em Senador Canedo

A equipe do Melhor em Casa esteve na casa do paciente Fabrício Soreano de 22 anos, do bairro Morada do Morro. Ele encontra-se acamado vítima de atropelamento e com sequelas de traumatismo crânio-encefálico, (TCE) e que desde 2014, recebe os cuidados da equipe do programa semanalmente. Porém atualmente o serviço prestado tem sido mais próximo, inclusive com os familiares.


O Melhor em Casa, segundo o secretário municipal de Saúde, Júlio Pina, é um programa que tem como objetivo ampliar o atendimento domiciliar do Sistema Único de Saúde (SUS). Em Senador Canedo, a ação é coordenada pela técnica de enfermagem Bete Liberato, e conta com uma equipe de multiprofissionais (técnico de enfermagem, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e psicólogo). “O atendimento domiciliar proporciona menor tempo de internação do paciente, visto que o tratamento pode ser continuado em casa, trazendo muitas vantagens para o paciente e para a rede hospitalar”, afirma o secretário.


Segundo a técnica de enfermagem Bete Liberato, são enormes as vantagens do atendimento no domicílio. “Atendemos 32 pacientes, que se não fossem atendidos em casa estariam internados ou sendo atendidos em Prontos Socorros. Mesmo os pacientes que fazem uso de sonda alimentar podem ser cuidados em casa. Estar junto da família favorece muito no processo de recuperação”, explica.

Atenção especial

Os pacientes do Melhor em Casa recebem uma atenção toda especial da equipe. A fisioterapeuta e a fonoaudióloga também entram em ação quando o paciente necessita de exercícios para reabilitação. Todos os profissionais trabalham em rede, juntos pela recuperação de cada paciente e da família. Segundo a coordenadora Lizandra Silva, o objetivo do Programa não é só levar os cuidados para o doente, mas promover um olhar para o núcleo familiar, onde em muitas situações os profissionais diagnosticam situações que também necessitam de encaminhamentos para outros serviços médicos, psicológicos e sociais.
Para participar do Programa, o paciente passa por uma triagem feita pela assistência social da Secretaria Municipal de Saúde de Senador Canedo. “Nosso trabalho visa aproximar a família do doente e promover cada vez mais sua saúde e independência”, finaliza Bete.
A senhora Euzelina Soriano, mãe e cuidadora do paciente Fabrício, elogiou a equipe do programa pela atenção e carinho dado a seu filho. “Essa equipe é ótima, elas têm um cuidado especial com meu filho, me sinto muito bem acolhidas por todos”.